Carl Sagan

24 12 2010

Carl Edward Sagan (1934-1996) foi um cientista americano, especializado em astronomia, que se notabilizou devido a vários estudos e obras literárias, onde discutia entre outras temas a existencia de uma entidade divina. Sagan trabalhou na NASA nos anos 50, e foi um dos consultores do projecto Apollo. Neste vídeo Sagan fala sobre Deus e expõe a sua opinião relativamente ao assunto. Apesar de ser um pequeno vídeo, reflecte não só o ponto de vista de um dos homens mais inteligentes de sempre, mas também um excelente ponto de partida para a discussão do assunto. O vídeo é algo antigo, logo padece de alguma falta de qualidade, no entanto é fácil entender a mensagem transmitida por Sagan, que basicamente resume todo o problema em mãos em apenas minuto e meio.
No próximo post, segunda-feira, iremos abordar a teoria do Big Bang, já referida por Sagan neste vídeo, falando da sua base e em que medida ela pode dar uma resposta à origem do Universo, mas também daquilo que não explica, e porque é que não é ainda aceite como a explicação geral para a criação universal.


Ações

Information

3 responses

25 12 2010
vanessa alves

Muito interessante…

25 12 2010
Mariana Cardoso

No meu ponto de vista, nem o ser humano com a maior desenvolvimento intelectual será capaz de desvendar o mistério do universo. Sagan tenta, de algum modo, desvendar uma pequena ou até mesmo grande parte do mistério, ajudando-nos a perceber melhor como as coisas são na realidade e penso que faz um excelente trabalho… Continuem😉

9 06 2013
waldir junior

Recentemente li um texto de cunho científico-religioso, mas livre conotações pre-estabelecidas. em que diz que o Universo realmente existe a mais tempo que se pensa, quase que sempre existiu, numa constante expansão e recuo, com personagens vivos, como por exemplo os buracos negros, que absorvem matéria a um ponto limite, depois se explodem, numa sucessiva renovação da matéria. Aí sim, os barulhos dos big bang encontrados, explosões enormes de diversas formas, matérias que vão e vem, tudo cíclico e renovador, desde um tempo muito mais remoto que a dita grande explosão, mas uma existencia constante e renovadora. Obra prima mesmo de dar inveja a qualquer cientísta pensar. Obra de Deus, constante, sempre viva, e não uma finita de apenas alguns bilhões de anos. mas uma que quase sempre existiu, nascida com o tempo para uma infinita gleba de seres vivos. tudo maravilhoso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s