A Hipótese da Anti-Matéria

24 01 2011

A equipa recolheu dados e, após estudo da anti-matéria, elaboramos uma micro-teoria acerca de uma fracção do início do Universo que tem como base anti-partículas.

Passamos a explicar:

O que é anti-matéria?
A anti-matéria é matéria com carga eléctrica invertida, ou seja, com protões de carga negativa e electrões de carga positiva. A descoberta desta veio alterar a maneira como a própria matéria é vista e sabe-se agora que matéria e anti-matéria não podem subsistir no mesmo espaço físico pois ambas se anulam e destroem, resultando da reacção apenas energia.

Existirá ainda anti-matéria, ou toda ela já foi destruída devido ao contacto com a matéria Universal?
Apesar da intensa procura, o resultado foi sempre o mesmo: ainda não foi encontrada anti-matéria natural. E dizemos natural porque, em laboratório, já foi possível produzir anti-partículas, concretamente de hidrogénio, ou seja, anti-hidrogénio. No entanto, essas partículas ficaram retidas durante apenas cerca de um décimo de segundo em laboratório não dando margem para estudo das mesmas.

O que acontece quando matéria colide com anti-matéria?
Quando uma partícula colide com uma anti-partícula, dá-se uma explosão onde ocorre a emissão de radiação pura que é emanada do ponto de explosão à velocidade da luz. Desta explosão, são deixadas apenas partículas subatómicas. Toda a massa das partículas iniciais é convertida em energia.

Em detrimento destes factos, resolvemos conciliar este conhecimento com outros anteriores e associar a anti-matéria ao início do Universo.

Se o leitor consultar o nosso post acerca das controvérsias do Big Bang, verá que, uma das dúvidas por nós levantadas foi a causa da explosão do “ponto” onde tudo estava condensado, já que nenhuma força actuava sobre ele.
Vimos então fazer a proposta: nesse ponto, existiria apenas matéria e anti-matéria. Essas partículas existiam em número desproporcional, estando a quantidade de matéria acima da quantidade de anti-matéria. O “ponto” de matéria e anti-matéria condensada, após múltiplas colisões entre estas, terá chegado ao limite da sua “elasticidade” devido à enorme quantidade de energia com que estava sobrecarregado. Deu-se assim a explosão a que chamamos Big Bang, resultando desta: energia (fruto das colisões entre partículas e anti-partículas), matéria (recorde-se que existiria mais matéria que anti-matéria e, por isso, certas partículas não colidiram com anti-partículas) e nenhuma anti-partícula (umas vez que todas haviam colidido com partículas e, por essa mesma razão, convertidas em energia).

Esta micro-teoria poderá eventualmente explicar uma das controvérsias da teoria do Big Bang e complementa-la, daí não a considerarmos uma teoria. Esperemos que este post tenha contribuído para o aumento do conhecimento do leitor em relação a este assunto e agradecemos, mais uma vez, pelas visitas diárias que são cada vez em maior número.


Ações

Information

9 responses

24 01 2011
Principe Encantado

Bem interessante a matéria, não entendo muito do assunto mais é um assunto que me desperta grande curiosidade.
Abraços forte

24 01 2011
A Origem

E ainda bem que desperta, toda a gente deveria ser provida dessa mesma curiosidade. Obrigado Principe

24 01 2011
Denise

Blog com excelente conteúdo, parabéns! Interessante esse texto sobre a anti-matéria e a relação com o Big Bang.
Abs!

25 01 2011
A Origem

Agradecemos o elogio Denise, volte sempre. Abraço

26 01 2011
Tiêgo R. Alencar

Muito interessante o blog! Gostei muito do conteúdo, me lembrou Anjos e Demônios de Dan Brown!

Abraços🙂

26 01 2011
A Origem

É, de facto, uma das obras que nos inspira na nossa busca! Obrigado

26 01 2011
Kiki K.

Boa tarde!

26 01 2011
Kiki K.

Boa tarde!
Primeiramente gostaria de dizer, que interessante é o conteúdo do seu blog.
Falar da física e o universo é realmente diferente e muito instrutivo.
Estarei os seguindo pelo DiHitt e Twitter, seria muito bom se tivesse a ferramenta para poder seguir por aqui também.
Bjus o/

26 01 2011
A Origem

Infelizmente não tem, no entanto pode seguir-nos pelas redes sociais DiHitt, Facebook, Twitter e agregadores de vídeo Vimeo e Youtube cujos links de acesso se encontram na barra lateral do nosso blog. Obrigado pelo seu comentário, estamos gratos por apreciar o conteúdo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s